Apresentação
 
Organização
 
Programação
 
Simpósios e Pôsteres
 
Autores
 


   O Seminário Internacional Fazendo Gênero 7: Gênero e Preconceitos,  realizado nos dias 28, 29 e 30 de agosto de 2006 na Universidade Federal de Santa Catarina é o sétimo encontro do Projeto Fazendo Gênero, que reúne, a cada dois anos, pesquisadoras e pesquisadores do Brasil e de universidades estrangeiras na América Latina, Estados Unidos e Europa  com pesquisas e  publicações  no campo dos estudos de gênero e dos estudos feministas. O evento foi organizado pelo Instituto de Estudos de Gênero que congrega a equipe multidisciplinar que, desde meados da década de 1980 vem trabalhando com os temas relativos a gênero, feminismo e sexualidades na UFSC, e atualmente também na Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC.

    O Seminário Internacional Fazendo Gênero 7: Gênero e Preconceitos parte das questões levantadas nos eventos anteriores. A categoria gênero é uma categoria relacional. Isso quer dizer, por um lado, que os gêneros se definem na  relação com o outro, mas por outro lado, sendo um aspecto das relações sociais de poder e de subjetivação, o gênero se articula com outros tipos de relações sociais - geração, raça, etnia, classe, profissão, sexualidade - de maneiras cada vez mais diversas. Os preconceitos acompanham o gênero de perto. As identificações de gênero são também representações muito fortes que implicam comportamentos, sentimentos, interdições; e que ajudam a moldar as vidas de homens e mulheres. A superação dos preconceitos  pressupõe reconhecimento e entendimento para que a ação política coletiva e individual seja possível.

    Além das conferências, painéis e mesas redondas que exploraram os temas-chave do evento, neste evento tivemos simpósios temáticos, bem como a participação de alunos de graduação no formato de pôster, com prêmio à melhor apresentação. Essa reunião de pesquisadoras e pesquisadores de ponta, reconhecidos na área, com pesquisadoras/es em formação  possibilitou mais uma vez que o Projeto Fazendo Gênero representasse uma oportunidade  única de reflexão teórica aprofundada em um ambiente democrático e de mútuo respeito, o qual contribuiu significativamente para um maior aprendizado de todas as pessoas envolvidas. 
 
    A quantidade de participantes de todas as partes do Brasil e também de outros países, neste evento em que tivemos mais de 1400 trabalhos inscritos, demonstra que o Fazendo Gênero tem se tornado, ao longo destes anos, um dos eventos de referência para os estudos de gênero no país.