fazendo genero 8
 
 
 
 
autores cronograma cultura
inscricoes posters hospedagem
programacao simposio tematico transporte
mini cursos lancamentos contato
 
 
     
 
header apresentacao

Nas páginas do Brasil Mulher, Nós Mulheres e Mulherio: a Segunda Onda do feminismo circulando no Brasil (1975-1988)
Ministrante: Joana Vieira Borges, Soraia Carolina Mello, Maise Caroline Zucco

Proposta: Em meio à ditadura militar, que impossibilitou as manifestações públicas, o movimento feminista brasileiro conquistou um espaço de atuação principalmente com a instituição do Ano Internacional da Mulher pela Organização das Nações Unidas em 1975. Em detrimento deste evento as feministas passaram a se articular e posteriormente puderam criar publicações que atendessem seus interesses, como é o caso do Brasil Mulher, Nós Mulheres e Mulherio. Com o intuito de traçar um histórico das três publicações feministas mais visadas durante a Segunda Onda no Brasil – pensando no contexto de suas criações – e trabalhando este material como fonte para diferentes áreas do conhecimento, esta proposta de mini-curso busca atender estudantes interessadas/os sobre o tema.

Metodologia de ensino: Exposição sobre o contexto da Segunda Onda Feminista no Brasil, assim como de três periódicos feministas de maior circulação deste período; discussão sobre as metodologias da história para o trabalho acadêmico com os periódicos; apresentação de pesquisas que utilizam os periódicos feministas como fontes/ temas; e uma dinâmica em grupo como uma proposta de trabalho que problematize questões em torno dos periódicos feministas.                                        Material didático: apresentação das publicações através de transparências; cópias de reportagens e capas dos periódicos; e discussão de textos introdutórios sobre o tema.

Organograma de Execução: Segunda Onda Feminista no Brasil; Três periódicos feministas deste período: Brasil Mulher, Nós Mulheres e Mulherio; Periódicos como fontes de pesquisa úteis na reflexão dos estudos das mulheres, feministas e da história dos feminismos.

Referências Bibliográficas:
ALVES, Branca Moreira. PITANGUY, Jacqueline. O que é feminismo. São Paulo: Brasiliense, 1981.
BORGES, Adélia. Mulherio: um jornal feminista. Revista comunicação e Sociedade, Cortez Editora, ano IV, nº 8, 1982. p. 125-133.
CAPELATO, Maria Helena Rolin. A imprensa na história do Brasil. São Paulo: Ed. Contexto/EDUSP, 1988.
CARDOSO, Elisabeth. Imprensa feminista brasileira pós-1974. Revista Estudos Feministas, Florianópolis, 12 (N.E), setembro-dezembro/2004. p. 37-55.
CORRÊA, Marisa. Do feminismo aos estudos de gênero no Brasil: um exemplo pessoal. Desdobramentos do feminismo. Cadernos Pagu. Campinas: n.º 16, 2001. p.13-29.
DEBERTOLIS, Karen Silva. Brasil Mulher: Joana Lopes e a imprensa alternativa feminista. 2002. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Informação) – Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação, Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
ERGAS, Yasmine. O sujeito mulher. O feminismo dos anos 1960-1980. In: DUBY, Georges & PERROT, Michelle. História das mulheres no Ocidente. Porto: Edições Afrontamento; São Paulo: Ebradil, 1995. p. 583-611.
LEITE, Rosalina da Santa Cruz. Brasil Mulher e Nós Mulheres: origens da imprensa feminista brasileira. Revista Estudos Feministas. Florianópolis, 11 (1), janeiro-junho/2003. p. 234-241.
LUCA, Tânia Regina de. Historia dos, nos e por meio dos periódicos. In:PINSKY, Carla Bassanezi. Fontes Históricas. São Paulo: Contexto, 2005. p. 111-153.
MANINI, Daniela. A crítica feminista à modernidade e o projeto feminista no Brasil dos anos 70 e 80. In: Cadernos AEL – Mulher, história e feminismo. N. ¾, 1995/1996. p. 45-67
MORAES, Maria Lygia Quartim de. A experiência feminista dos anos 70. Araraquara: UNESP, 1990.
PEDRO, Joana Maria. Narrativas fundadoras do feminismo: poderes e conflitos (1970-1978). Revista Brasileira de História, São Paulo: Anpuh, n.52, vol. 27, 2007.
PEDRO, Joana Maria. Nosotras, Nós Mulheres, Nos/Otras, Noidonne. Rede de divulgação feminista dos anos 70 e 80. In: WOLFF, Cristina Scheibe (org). Leituras em rede: gênero e preconceito. Florianópolis: Ed. Mulheres, 2007. p. 307-328.
PINTO, Céli Regina Jardim. Uma história do feminismo no Brasil. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2003.
TELES, Maria Amélia de Almeida. Breve história do feminismo no Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1993.
Indicando 2 textos que serão disponibilizados para leitura dos alunos matriculados.
CAPELATO, Maria Helena Rolin. A imprensa na história do Brasil. São Paulo: Ed. Contexto/EDUSP, 1988.
LEITE, Rosalina da Santa Cruz. Brasil Mulher e Nós Mulheres: origens da imprensa feminista brasileira. Revista Estudos Feministas. Florianópolis, 11 (1), janeiro-junho/2003. p. 234-241.